7 Dicas Sobre Como Mudar a Dieta do Seu Filho


Da Kate Wilde:

Aqui no Autism Treatment Center of America acreditamos que a dieta do seu filho é incrivelmente importante para a sua saúde geral e bem-estar. A comida afecta o desenvolvimento e o funcionamento do nosso corpo e do nosso cérebro, afectando assim a nossa capacidade de nos focarmos e interagirmos com o mundo à nossa volta.

Assim como criamos um ambiente controlável, livre de distracções, no Playroom do Son-Rise Program para ajudar ao desabrochar da interacção, sugerimos que verifique a dieta do seu filho para garantir que o seu ambiente interno também está a ajudar o desenvolvimento da interacção dele e não a combatê-la. Pode fazê-lo através de testes a possíveis alergénicos tais como glúten, caseína, milho, arroz e soja. Também acreditamos que é importante ter cuidado com a quantidade de açúcar e cafeína que o seu filho consome na sua dieta diária.
Muitas crianças no espectro do autismo podem ser muito esquisitas para comer. Se a dieta do seu filho consiste essencialmente dos alergénicos mencionados e açúcar então este pode ser um sinal de que o seu filho tenha uma potencial intolerância a tudo o que está a comer. Se o seu filho tem estômago dilatado, olheiras, ou diarreia crónica ou obstipação, estes também podem ser sinais de estar a ter reacções aos alergénicos acima mencionados.
As dietas que se seguem estão entre as primeiras dietas para o autismo dos nossos dias, Dieta Sem Glúten nem Caseína, Dieta dos Hidratos de Carbono, Dieta Da Ecologia Corporal e a Dieta Gap, para aprender sobre elas e outras dietas consulte: http://www.nourishinghope.com/page.php?f=u.

Se quer mudar a dieta do seu filho, eliminar quer glúten, caseína, milho, soja ou açúcar, ou se quer iniciar uma das Dietas do Autismo, seguem-se alguns apontadores que podem ajudar a uma transição suave.


  1. Comece apenas quando se sentir completamente preparada, se tiver dúvidas o seu filho vai senti-lo, e vai esperar até que você ceda e lhe dê aquela bolacha de chocolate que você sabe que ele gosta tanto. É importante que você esteja preparado para lhe dar espaço. Uma forma de o fazer é através do seu cérebro; informe-se amplamente sobre a dieta, ou os alergénicos que está a eliminar. Porque é que isto é bom para o seu filho? Como é que eles estão a afectar negativamente o seu filho? Quais são os benefícios positivos de alterar a dieta dele? Será mais fácil percorrer a distância se souber porque é que está a pôr o seu filho nesta dieta e que é o melhor para ele. Um ponto onde começar é no website supracitado que também lhe dará muitos outros recursos.
  2. Informe-se sobre outras comidas que pode oferecer ao seu filho, há muitos recursos online tais como receitas sem glúten nem caseína às quais tem fácil acesso. Uma vez que o seu filho pode andar há muito tempo numa dieta restrita, você pode ter-se esquecido de que há mais grupos alimentares! Há inúmeros vegetais, carnes, peixes e grãos sem glúten. Reabasteça-se destes, bem como de outras formas de cozinhar e temperar os alimentos para os tornar bastante saborosos.
  3. Garanta que a comida que não quer que o seu filho coma não se encontre em sítio nenhum da casa. Lembre-se de que o seu filho é muito inteligente, se há em casa ele vai encontrá-lo. Limpe todos os seus armários.
  4. Explique ao seu filho porque é que está a mudar a dieta dele e como é que isso o vai ajudar. Faça isto mesmo que o seu filho ainda não tenha começado a falar consigo, nós acreditamos piamente que o seu filho pode entender muito do que você diz, mesmo que não consiga ou simplesmente não lhe responda verbalmente. Você quer mesmo explicar-lhe todos os porquês de estar a mudar a dieta do seu filho de uma forma amorosa e entusiasta. Nessa altura ele saberá que esta mudança é uma coisa boa que você a está a implementar para o ajudar a sentir-se bem.
  5. Tenha os novos alimentos em abundância e de acesso fácil para o seu filho em taças espalhadas pela casa, para que ele se habitue aos novos aromas e aspectos da sua alimentação, e possa facilmente experimentá-los quando tiver fome.
  6. Adore a comida que oferece ao seu filho. Se não gostar ou adorar estes novos alimentos por que razão os experimentaria o seu filho?
  7. Inicie um de cada vez. Se são três os alergénicos que quer eliminar, por exemplo, glúten, caseína e açúcar, comece com aquele que acha que será o mais fácil de tirar e duas semanas depois retire o segundo e por aí adiante.
http://blog.autismtreatmentcenter.org/2012/02/7-tips-on-changing-your-childs-diet.html
Autism Treatment Center of America | http://www.autismtreatmentcenter.org/

Etiquetas: , ,