Testemunho de uma professora do Son-Rise-Program




Olá a todos,

Uma mãe (novo membro deste grupo fantástico) pediu-me que publicasse esta pergunta com a minha resposta para que todos a pudessem ver; por isso aqui vai.

"Eu tive uma consulta consigo em Outubro. Agora estamos realmente a experimentar maiores destruição e agressão sobre objectos. A "perder terreno" e tãoooo cansada disto. Jogamos, falamos e ele está sempre a pisar os brinquedos, a atirar coisas, a rasgar as suas próprias fotografias, etc. Ele também continua a rir e acha tudo isso muito engraçado. Não faço ideia sobre o que fazer".

Olá Jeanne,
Fico tão feliz por pedir mais ajuda! Este grupo será uma forma maravilhosa de 
se tornar mais forte e de ter apoio de outros pais e profissionais de todo o 
mundo que têm ou fazem parte de Programas Son-Rise.

É espantoso quanto pode ser revelado numa mensagem sua tão curta! Por os 
mundos das nossas crianças estarem de tantas maneiras “fora de controlo” (e.g. não conseguem tão facilmente perceber como as pessoas funcionam, porque é que fazem e dizem certas coisas, como ler os sinais sociais, etc.), acreditamos
que procuram previsibilidade e um profundo sentido de controlo para sobreviverem ao longo do dia. É parcialmente por isto que as nossas crianças têm ismos 
(esterotipias) e têm actividades repetitivas, para conseguirem alcançar exactamente isso nas suas vidas. Por isso, quando elas têm um comportamento que 
consideramos desafiante (e isto varia de pessoa para pessoa, para alguns é 
bater, para outros fazer cocó no chão, outra pessoa poderá sentir-se 
desafiada por um determinado ismo que a sua criança tenha ou talvez estejam a praguejar, etc.), nós vamos querer perguntar-nos sempre sobre como nos sentimos? e como reagimos?

Você fala de “Não faço ideia sobre o que fazer e tãooo cansada disto” e também de ele ser “destruidor e agressivo sobre objectos”. No The Son-Rise Program olhamos para o que ele está a fazer sem rotularmos de “destruidor e agressivo” para que possamos evitar fazer qualquer julgamento e tornar-nos realmente detectives curiosos para vermos o que é que ele poderá estar a ganhar com isto (conseguir controlo). Antes de mais, parece que ele controla a criação de uma certa atitude sua. Por isso, a primeira coisa a fazer é criar um estado de calma e conforto (estar em paz) enquanto ele faz isto. Mantendo a crença de que ele está a cuidar de si próprio e está a fazer o melhor que pode para alcançar o que quer (que esperto e criativo da parte dele!). Não acender como uma árvore de Natal quando ele faz isto mas mostrar-lhe uma abordagem não-reactiva, enfadonha e sem 3 Es, explicando que não compreende o que é que ele quer dizer quando actua assim.

A seguir, gerir o seu ambiente removendo todos os objectos duros (que possam magoá-lo a si) ou coisas que não queira que se estraguem e que eliminarão possíveis lutas por controlo  (que o espicaçarão ainda mais). Depois há as consequências naturais que irão acontecer e sobre as quais ele poderá reflectir. Assim se ele rasgar as suas fotos ou pisar os seus brinquedos então você pode explicar-lhe (mais uma vez de uma forma não entusiasmada) "Só para que saibas querido se rasgares essa foto então não poderemos brincar com ela outra vez". Depois cumpra essa consequência como forma de lhe mostrar que é uma mulher de palavra e que ele pode confiar que o que diz será cumprido. Uma consequência não é um castigo; é uma forma de lhe mostrar que todos agimos e todas as acções tem uma consequência. Se ele está a olhar, a falar, a interagir consigo de uma forma não intensa, a consequência disso é você festejá-lo/celebrá-lo, ser divertida e dar resposta, e ele consegue o controlo quando faz coisas que você quer que ele faça em vez de coisas que você não quer que ele faça.

Mais uma coisa, o facto de ele se rir quando isso acontece é um enorme indicador de ele estar à procura de uma reacção em si. Mude a reacção, altere o comportamento!

Por favor vá contando como correm as coisas! Também lhe enviei isto por email! 
Com as saudações mais calorosas

Becky Damgaard
Professora do Son-Rise Program®
Autism Treatment Center of America | http://www.autismtreatmentcenter.org/

Etiquetas: , , ,