Juntarmo-nos às nossas crianças nos seus ismos


Juntarmo-nos às nossas crianças nos seus ismos, em vez de tentar detê-los, é estar a dizer: eu amo-te e aceito-te do jeito que és; estou sinceramente interessado no teu mundo; eu quero compreender-te (e não julgar-te). Quem não quer isto na sua vida?

Autism Treatment Center of America | http://www.autismtreatmentcenter.org/

Etiquetas: ,