Entrada crucial da Avó que ajuda o neto a falar

À uma hora atrás, eu postei sobre a importância de haver apenas um idioma com o seu filho, ainda não-totalmente-verbal, no espectro do autismo. Em resposta, recebi este maravilhoso comentário de uma mãe chamada Amor (nome incrível!) a explicar como a sua mãe a ajudou a transformar a vida do seu filho com esta abordagem "uma língua". (Nós concluimos um Programa Son-Rise Start-Up e, claro, havia alguns avós muito inteligentes, bonitos, e de apoio na plateia!)
Aqui está o comentário de Amor:

"O meu filho já tinha dois anos e ele ainda não falava, e foi a minha mãe, que estava de visita, que me disse para falar com ele em apenas um idioma - o idioma da comunidade onde vivemos. Eu estava tentando incentivar o meu filho também a falar a língua da minha família de quem vivemos separados. Mas foi a minha mãe que me convenceu a falar em apenas um idioma, porque é mais importante falar primeiro do que ser bilingue. Uma semana após a execução disto, o meu filho aprendeu muitas palavras, e era impossível lidar com todas as MELHORIAS no seu vocabulário. E eu aprendi isso da minha mãe que nem sequer ter o ensino médio, e muito menos uma licenciatura em Educação Especial. As mães sabem melhor. MEU FILHO TEM AGORA 17 e é multilingue: ele entende e fala várias línguas filipinas, além de Inglês, que ele estuda na escola, e um pouco de espanhol, que ele estudou sozinho, e também de coreano, italiano, francês, russo e hebraico.



Raun K. Kaufman

Etiquetas: , , ,